instantes
 


vou remar

até a rima

arrumar

 Escrito por ninguém às 12h05
[] [envie esta mensagem]


 
 

Minha melhor frase só Beethoven ouviu.



 Escrito por ninguém às 12h29
[] [envie esta mensagem]


 
 

a bagunça acumulada

a balança desregulada

o balaço atocaiado



 Escrito por ninguém às 16h23
[] [envie esta mensagem]


 
  Fuga do frio

O frio é maior que a vida. CajuNenêPaninhoCrisAlêVaciloJuninho dormem assim, colados, pra esquentar, pra escapar, pra fugir da friagem. Embalados da falta de crack e cheirinho. De dia, se tem sol é aquele alívio. Aí dá pra pedir, descuidar, malabarizar nos sinais, achar às vezes, e garantir o suprimento do dia, um rango até, que ninguém é de pedra.

 Escrito por ninguém às 08h49
[] [envie esta mensagem]


 
  Desarmamento ou Só Ela Me Acalma

 
 
. O cara colou o revólver na minha cara. A última coisa
 
que ele ouviu foi o início da minha risada.
 
. Odeio armas de fogo quando estão em outras mãos,
 
principalmente com o oco do cano pro meu lado.
 
. Esse papo de desarmamento deveria ser levado a sério.
 
Morre muita gente porque não sabe usar armas. O melhor
 
seria retirar todas as que estão aí em circulação. Ninguém
 
mais se dava mal por me apontar um 38, ou 9mm, ou qualquer
 
outra merda.
 
. O imbecil tava com sorte, minha mulher e eu tínhamos
 
acabado de fazer as pazes. Depois de um longo tempo de
 
desentendimentos, nós finalmente nos reconciliamos e...
 
. E nada! Minha vida particular, particularmente a
 
amorosa, não é da conta de vocês.
 
. Essas horas o felizardo deve estar saindo do centro
 
cirúrgico. Os próximos três meses na UTI devem fazer o
 
cara ter a mesma opinião que eu sobre desarmamento.
 
 


 Escrito por ninguém às 00h36
[] [envie esta mensagem]


 
  promoção

hoje

hoje



 Escrito por ninguém às 21h02
[] [envie esta mensagem]


 
 

 

ok, ok, qualquer coisa pra você me deixar dormir...

 



 Escrito por ninguém às 00h39
[] [envie esta mensagem]


 
 

 

é o tempo

que me passa



 Escrito por ninguém às 00h33
[] [envie esta mensagem]


 
 

 

...



 Escrito por ninguém às 17h12
[] [envie esta mensagem]


 
 

 

o tempo

faz do silêncio

nada



 Escrito por ninguém às 17h04
[] [envie esta mensagem]


 
 

 

sexta-feira

a noite nem criança ainda

e esse vazio que me habita

devora a cidade e vida

 



 Escrito por ninguém às 17h51
[] [envie esta mensagem]


 
 

 

instante

momento

bastante

 



 Escrito por ninguém às 17h47
[] [envie esta mensagem]


 
 

 

numa semana somes

noutra me abandonas

enquanto isso, insones,

eu e esta lua grandona

 



 Escrito por ninguém às 20h49
[] [envie esta mensagem]


 
 

 

alma da minha tarde

teu sorriso me acende

sem alarde



 Escrito por ninguém às 17h34
[] [envie esta mensagem]


 
 

 

deixa

amanhã

não é hoje

 



 Escrito por ninguém às 18h11
[] [envie esta mensagem]


 
     
 
 

HISTÓRICO
 03/12/2006 a 09/12/2006

 08/10/2006 a 14/10/2006

 10/09/2006 a 16/09/2006

 20/08/2006 a 26/08/2006

 06/08/2006 a 12/08/2006

 11/09/2005 a 17/09/2005

 29/05/2005 a 04/06/2005

 17/04/2005 a 23/04/2005

 03/04/2005 a 09/04/2005

 27/03/2005 a 02/04/2005

 20/03/2005 a 26/03/2005

 06/03/2005 a 12/03/2005

 27/02/2005 a 05/03/2005

 13/02/2005 a 19/02/2005

 30/01/2005 a 05/02/2005

 16/01/2005 a 22/01/2005

 02/01/2005 a 08/01/2005

 12/12/2004 a 18/12/2004

 31/10/2004 a 06/11/2004

 24/10/2004 a 30/10/2004

 29/08/2004 a 04/09/2004

 21/03/2004 a 27/03/2004

 14/03/2004 a 20/03/2004

 07/03/2004 a 13/03/2004



OUTROS SITES
 UOL
 UOL SITES
 Pré-renúncia do Paralelepípedo Rebelde
 fotos picaretas imperdíveis
 poucaslinhas
 Recanto das Letras


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!